BRASÍLIA - O assessor especial da Presidência da República para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, afirmou há pouco que o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) é uma"expectativa positiva para a política brasileira". Ele negou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha abandonado Ciro Gomes para que ele desistisse de se lançar candidato à Presidência da República.

BRASÍLIA - O assessor especial da Presidência da República para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, afirmou há pouco que o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) é uma"expectativa positiva para a política brasileira". Ele negou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha abandonado Ciro Gomes para que ele desistisse de se lançar candidato à Presidência da República. "O Ciro é jovem, daqui a 20 anos ele terá a idade que um dos candidatos tem hoje. Portanto, ele é uma expectativa positiva para a política brasileira que não vai diminuir com esse episódio atual", disse Garcia ao comentar as recentes críticas que Ciro Gomes fez a Lula. O deputado federal chegou a dizer que o pré-candidato tucano à presidência, José Serra, é mais preparado do que Dilma Rousseff, pré-candidata pelo PT. Garcia ainda tentou minimizar o desgaste provocado pelas críticas de Ciro ao presidente Lula. Na última sexta-feira, Ciro Gomes chegou a dizer que Lula estaria"viajando na maionese". "Não houve isso (abandono de Lula a Ciro), de maneira alguma. O presidente Lula tem muito apreço pelo Ciro, sobretudo, pelo trabalho que ele (Ciro) desempenhou no nosso governo, pela lealdade que ele teve nos momentos mais difíceis pelos quais o governo passou". "Acredito que algum desentendimento, resultado de comentários, de linguagem aqui ou ali, não vão abalar essa convicção. Tenho certeza que vamos estar juntos com o Ciro agora, nessa eleição, e no futuro", acrescentou Garcia. Questionado se teme que Ciro continue a disparar críticas contra a candidatura de Dilma Rousseff, Garcia afirmou que o importante é que Ciro já declarou voto na pré-candidata petista."Ele disse que vai votar na Dilma se não for candidato. Isso é o que me interessa. Ele não deve estar fazendo isso por razões aleatórias." (Agência Brasil)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.