Tamanho do texto

Por Louise Egan e Francesca Landini

WASHINGTON, 23 de abril (Reuters) - Os líderes financeiros do G20 disseram nesta sexta-feira terem alcançado uma recuperação econômica mundial melhor que a esperada. Eles também abriram espaço para diferenças sobre como melhor reformar o setor financeiro.

Por Louise Egan e Francesca Landini

WASHINGTON, 23 de abril (Reuters) - Os líderes financeiros do G20 disseram nesta sexta-feira terem alcançado uma recuperação econômica mundial melhor que a esperada. Eles também abriram espaço para diferenças sobre como melhor reformar o setor financeiro.

Em um comunicado de seis páginas após uma reunião, o G20 não fez menção direta aos problemas de dívida da Grécia.

"A recuperação econômica global tem progredido de forma melhor que o anteriormente antecipado, em grande parte devido aos esforços de política sem precedentes e combinados do G20", afirmou o comunicado.

O documento também não tratou de questões delicadas como o valor do iuan chinês e a controversa proposta do Fundo Monetário Internacional de impor taxas sobre bancos para recompor os custos com pacotes de ajuda.

O G20 ressaltou a necessidade de "elaborar" o modo como os países removerão parte dos 5 trilhões de dólares em gastos com estímulo e restaurar as taxas de juros, atualmente em níveis muito baixos, para patamares mais normais.

"Nós enfatizamos a necessidade de adotar políticas econômicas coordenadas que sejam consistentes com a situação das finanças públicas; a estabilidade do preços; sistemas financeiros eficientes e resilientes; criação de empregos; e a redução da pobreza", disseram os líderes financeiros em comunicado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.