Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

G-20 fará reunião extraordinária sábado

Atendendo a um pedido do secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, atual presidente do G-20 Financeiro, convocou para sábado uma reunião do grupo para discutir os desdobramentos da crise financeira sobre a economia mundial. O G-20 Financeiro é formado por ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais dos 19 países mais ricos mais a União Européia.

Agência Estado |

A reunião ocorrerá na sede do Fundo Monetário Internacional (FMI), em Washington, às 18 horas. "No exercício da presidência do G-20 Financeiro, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, decidiu convocar reunião extraordinária dos ministros de Fazenda, presidentes de bancos centrais e integrantes do bloco. O objetivo é discutir os aspectos da crise financeira mundial e seu impacto na economia global", informou Mantega, em nota.

O secretário do Tesouro americano, Henry Paulson, deve abrir o evento e falar sobre a crise do ponto de vista de seu país. Também está previsto discurso do ministro brasileiro, além de uma apresentação de um representante do Ministério da Fazenda chinês. O presidente do Banco Central brasileiro, Henrique Meirelles, também deve participar do evento.

Com o pedido para a realização do evento, Paulson deixa claro que os Estados Unidos querem atuar com alguma coordenação com as principais economias do planeta para enfrentar essa crise financeira, considerada a pior desde o Crash de 1929.

Ontem, os principais bancos centrais do planeta já agiram de forma concertada no enfrentamento da crise, reduzindo as taxas básicas de juros. Apesar disso, a alta volatilidade nos mercados financeiros continuou ao longo do dia.

O G-20 Financeiro já tinha uma reunião prevista para ocorrer no Brasil em novembro, mas, diante da gravidade da situação internacional, considerou-se necessário uma rodada de conversas mais próxima, aproveitando-se da reunião do FMI, que começa hoje, em Washington.

Criado em resposta às crises financeiras do fim dos anos 90, o G-20 é composto pelos seguintes países: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coréia do Sul, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Rússia, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos.

A União Européia também faz parte do grupo, representada pela presidência rotativa do Conselho da União Européia e pelo Banco Central Europeu (BCE). As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG