Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fusão Panasonic-Sanyo cria maior indústria de eletrônicos do Japão

A Panasonic concordou em comprar a Sanyo, numa transação que criará a maior empresa de eletrônicos do Japão, segundo informou a agência de notícias Nikkei.

Agência Estado |

A Panasonic pretende adquirir uma posição majoritária na Sanyo e convertê-la em uma subsidiária até abril, conforme um acordo básico firmado entre o presidente da primeira, Fumio Ohtsubo, e o da Sanyo, Seiichiro Sano.

As diretorias de ambas as empresas vão realizar reuniões na próxima sexta-feira, quando os presidentes deverão conceder entrevista coletiva para anunciar a primeira fusão entre gigantes japonesas da indústria eletrônica.

A Panasonic pretende manter a marca Sanyo após a incorporação e tentará preservar os funcionários da rival. Mas a Sanyo será solicitada a realizar esforços de reestruturação. A Panasonic começara imediatamente a avaliar os ativos da Sanyo e deve entrar ainda nesta semana em negociações com os principais acionistas da empresa - Sumitomo Mitsui Banking, Daiwa Securities e Goldman Sachs, a fim de chegar a um acordo final antes do fim do ano.

Se as 428 milhões de ações preferenciais mantidas pelos três principais acionistas forem convertidas em ações ordinárias, a participação da Panasonic na Sanyo chegará a 70%. Com base no preço atual das ações da Sanyo, essa participação valeria 620 bilhões de ienes (US$ 6,232 bilhões).

As empresas projetam um faturamento combinado de 11,22 trilhões de ienes no ano fiscal que se encerra em 31 de março de 2009, superando os 10,9 trilhões de ienes estimados pela Hitachi, a atual líder do setor de equipamentos eletrônicos do Japão. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: panasonic japao

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG