Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fundos de ações do Brasil param de perder dinheiro neste início de mês

SÃO PAULO - Os fundos de ações voltados para o Brasil interromperam uma seqüência de 12 semanas consecutivas de perda de recursos na semana encerrada dia 3 de setembro. A constatação é da EPFR Global, consultoria que acompanha fundos com mais de US$ 10 trilhões em ativos.

Valor Online |

A interrupção dos saques no Brasil ocorreu de forma isolada, já que as categorias Fundo de Ações da América Latina e Fundos de Ações BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) continuaram perdendo dinheiro.

Ainda entre os emergentes, do lado positivo apareceu o grupo Ásia (ex-Japão), que recebeu modestos US$ 55 milhões durante a semana, com destaque para os fundos dedicados à China.

Os emergentes da Europa, Oriente Médio e África (EMEA, na sigla em inglês) perderam outros US$ 329 milhões no começo de setembro, e passaram a registrar saldo negativo no acumulado do ano. Segundo a EPFR Global, os saques estão alinhados à mudança de sentimento com relação à Rússia e às perspectivas pouco favoráveis para os emergentes do Leste Europeu.

A consultoria destaca que no acumulado do ano os fundos de ações emergentes acompanhados semanalmente já perderam US$ 26,4 bilhões, ou 4,7% do total de ativos sob gestão. Isso representa o maior volume de saque já registrado para qualquer período desde que a EPFR Global começou a compilar os dados em 1995.

Todas as categorias acompanhadas, seja renda fixa ou renda variável, registraram a entrada de US$ 18 bilhões durante a semana encerrada dia 3 de setembro. O destaque ficou com os Money Market Funds (que buscam com investimentos de curto prazo e baixo risco), com os Fundos de Ações dos Estados Unidos e com os fundos setoriais de Finanças.

Segundo Cameron Brandt, analista-sênior da EPFR Global, no ano passado, quando os investidores retornaram das férias de verão no Hemisfério Norte eles estavam injetando dinheiro nos Money Market Funds, fundos setoriais de Energia e Commodities e fundos de ativos de Ásia (ex-Japão) e sacando dos fundos voltados aos mercados desenvolvidos e ao setor financeiro.

Desta vez, os Money Market Funds continuam atraindo recursos, mas os Fundos de Ações dos Estados Unidos estão captando mais. Os saques da Europa e Japão estão menos agressivos e os fundos para o setor financeiro são os grandes vencedores quando se trata de atrair dinheiro novo, observou Brandt por meio de comunicado.

No período, os fundos voltados para o mercado de ações dos Estados Unidos receberam US$ 5,5 bilhões, marcando a quinta semana positiva em seis. O grosso do dinheiro foi para os fundos mistos de empresas de grande e pequena capitalização e para os Exchange-Traded Funds (ETFs), que acompanham índices de mercado.

No Japão, os fundos voltaram a perder recursos em uma semana movimentada pela renúncia súbita do primeiro-ministro Yasuo Fukuda e pela valorização do iene ante o dólar e o euro.

Na Europa, o fluxo de recursos reflete a crescente preocupação com um ambiente recessivo e inflação ainda em alta. Além disso, os investidores têm a impressão de que o Banco Central Europeu (BCE) está conformado com tal cenário. Desde o início do ano, a categoria já perdeu US$ 45,5 bilhões. Para dar uma idéia de quanto isso representa, os saques na Europa já superam tudo o que foi retirado dos Fundos de Ações dos EUA em 2008, só que os fundos norte-americanos têm uma base de ativos seis vezes maior.

Entre os setoriais, os fundos voltados para o segmento Financeiro absorveram US$ 1,44 bilhão. Na ponta oposta, os setoriais de Energia e Commodities perderam US$ 290 milhões e US$ 35 milhões, respectivamente.

Na renda fixa, o destaque da semana e do ano continua com os Money Market Funds que receberam outros US$ 13 bilhões no decorrer da semana. Desde o começo do ano, os investidores já injetaram US$ 165 bilhões nesses fundos, quantia que já se aproxima do total observado em todo o ano passado.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG