TÓQUIO (Reuters) - Um consórcio liderado pelo fundo soberano da China está negociando a compra de 49 por cento de participação em uma unidade da AIG, a Alico, numa operação que pode chegar ao valor de 10,6 bilhões de dólares, informou o jornal japonês Nikkei Business nesta sexta-feira. De acordo com o diário, a seguradora dos Estados Unidos estabeleceu negociações preferenciais com o consórcio de investimento da China, que inclui seguradoras chinesas, até o fim do ano.

Um acordo dessa natureza pode abrir caminho para que a China passe a ser um grande operador do mercado global de seguros.

Uma porta-voz do China Investment Corp (CIC, na sigla em inglês) não quis comentar a notícia. "Nós nunca comentamos rumores de mercado", disse.

Uma autoridade sênior do CIC, que administra um montante de 200 bilhões de dólares em recursos, disse esta semana que a China e outras nações em desenvolvimento deveriam ter mais influência sobre o sistema financeira global, caso eles garantam dinheiro para resolver a crise econômica mundial.

Jin Liqun, presidente do grupo de supervisão do CIC, também disse que o fundo, que administra parte dos quase 2 trilhões de dólares das reservas internacionais chinesas, vai continuar expandindo seus investimentos no exterior e não será intimidado pelo atual cenário de turbulência dos mercados globais.

De acordo com o Nikkei, a AIG considera a venda sob a condição de manter mais de 50 por cento de direito de voto na Alico, que tem operações em mais de 55 países.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.