Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Funcionários do BC, Fazenda e CVM fazem paralisação de um dia

SÃO PAULO - Sindicatos que representam cerca de 300 mil servidores de diversas esferas do governo federal marcaram uma paralisação de advertência de um dia, nesta quinta-feira, em protesto para agilizar a tramitação de uma medida provisória (MP) que estabelece reajuste salarial para as categorias e que está parada na Câmara dos Deputados.

Reuters |

Participarão do movimento, batizado de "Dia Nacional de Protesto Unificado das Carreiras Típicas de Estado", funcionários do Banco Central, da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), da Receita Federal, da Superintendência de Seguros Privados (Susep), da Advocacia Geral da União (AGU) e da Corregedoria Geral da União.

"O movimento visa demonstrar todo o repúdio das categorias com a forma de tratamento dispensada aos servidores durante mais de um ano na mesa de negociação, com os freqüentes adiamentos e óbices à edição da MP que trata dos reajustes, e da quebra de acordos assinados com as classes, devido à introdução de dispositivos não negociados ou que prejudiquem os servidores no corpo da MP", disse, em nota, o SindCVM, da autarquia responsável pelo mercado de capitais.

De acordo com as entidades consultadas pela Reuters, durante a paralisação, os servidores comparecerão ao trabalho, mas atenderão apenas as necessidades essenciais.

Leia tudo sobre: greve

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG