Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Funcionários do 2º turno da GM suspendem atividades

Cerca de 1.500 funcionários do segundo turno da General Motors (GM) de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, suspenderam suas atividades durante uma hora nesta tarde, em protesto às demissões anunciadas pela montadora nos últimos dias.

Agência Estado |

Pela manhã, os funcionários do primeiro turno da fábrica também suspenderam as atividades por uma hora.

De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, os trabalhadores pararam a produção entre as 14h30 e as 15h30 em setores onde são fabricados o Corsa e a picape S-10, numa atividade denominada "escalada de mobilizações" contra as demissões.

Ainda segundo o sindicato, nas duas assembleias, os metalúrgicos aprovaram por unanimidade a exigência de que a empresa readmita os trabalhadores dispensados e conceda estabilidade no emprego a todos. Os trabalhadores ainda reivindicaram a atuação dos governos federal, estadual e municipal contra as demissões e em favor dos empregos dos metalúrgicos. Uma nova assembleia com os trabalhadores deve acontecer na quinta-feira.

A GM dispensou ontem 744 trabalhadores com contrato temporário na unidade de São José dos Campos, um mês após o governo reduzir o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). O vice-presidente da montadora no Brasil, José Carlos Pinheiro Neto, disse que a redução do IPI não recuperou o ritmo de vendas dos modelos fabricados na unidade. “Tomamos a decisão rigorosamente seguindo o mercado interno.”

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG