Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Funcionários da Marcopolo aprovam redução de jornada

Os funcionários da fabricante de ônibus Marcopolo aprovaram proposta da empresa para reduzir a jornada de trabalho em quatro dias em fevereiro e cinco em março. A votação foi realizada ontem e alcançou 87,04% de aprovação.

Agência Estado |

O mínimo exigido pela convenção coletiva era de 62% para que a proposta fosse implantada. Não haverá redução de salários e os dias excluídos agora serão compensados posteriormente. A redução da jornada atingirá trabalhadores de duas unidades da Marcopolo em Caxias do Sul (RS) que têm juntas cerca de 7,5 mil empregados.

O diretor administrativo da Marcopolo, Milton Susin, comentou que a medida é uma alternativa para dar fôlego à companhia num momento de menor demanda, mantendo empregos e salários. A Marcopolo espera uma recuperação gradativa da economia a partir do segundo trimestre.

As encomendas irão ganhar o reforço, nos próximos meses, do programa "Caminho da Escola", desenvolvido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. O Fundo divulgou hoje resultado de nova licitação para compra de ônibus escolares do programa, que começou em 2007 e financia a aquisição de veículos para transporte escolar a prefeituras e governos estaduais. A Marcopolo foi vencedora no fornecimento de ônibus de 31 e 28 lugares (itens 2 e 4 da concorrência), com preços de R$ 137 mil e 146 mil por unidade.

A Iveco Latino Americana venceu a concorrência no fornecimento de ônibus para até 23 alunos (item 1) e a Induscar (Caio), para 54 lugares (item 3) e 36 lugares (itens 5 e 6). A Volkswagen Caminhões e Ônibus entregará os veículos dos itens 7 e 8, também com 54 lugares. Os fabricantes estimam uma demanda total em torno de 6,6 mil veículos. O número final dependerá da habilitação das prefeituras e Estados a contratar o financiamento e dos pedidos formulados por elas.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG