Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Funcionários da GM em São José dos Campos voltam a fazer paralisação

Os funcionários da fábrica da General Motors (GM) em São José dos Campos (Vale do Paraíba) fizeram, nesta quinta-feira, uma paralisação em protesto contra a demissão de 744 funcionários temporários, anunciados na última segunda-feira. Os trabalhadores cruzaram os braços por duas horas, das 5h50 às 7h50, segundo o sindicato da categoria.

Mariana Sant Anna, do Último Segundo |

 

Esta é a segunda manifestação deste tipo na semana. Na terça-feira, os metalúrgicos pararam as atividades por uma hora no turno da manhã e repetiram o protesto no turno da tarde. Nas assembleias, os metalúrgicos aprovaram por unanimidade a exigência de que a empresa readmita os trabalhadores dispensados e conceda estabilidade no emprego a todos. A unidade de São José dos Campos emprega cerca de 8,9 mil pessoas.

Lucas Lacaz Ruiz/AE
Trabalhadores da GM param por duas horas

Na assembleia desta quinta-feira, os metalúrgicos votaram repúdio à proposta apresentada ontem pela Federação das Indústrias do Estado de são Paulo (Fiesp) de redução das jornadas de trabalho e dos salários como forma de evitar demissões.

Também foi aprovada uma manifestação marcada para o próximo dia 24, no centro de São José dos Campos, junto de outras categorias afetadas por demissões, segundo o sindicato.

Os trabalhadores ainda reivindicam, desde as assembleias de terça-feira, a atuação dos governos federal, estadual e municipal contra as demissões e em favor dos empregos dos metalúrgicos. O sindicato buscará negociar com a empresa o mais rápido possível.

A manifestação da manhã deve se repetir no turno da tarde novamente. Está marcada uma nova assembleia para as 14h, quando começa o segundo período de trabalho na fábrica da montadora.

 

Leia mais sobre GM

Leia tudo sobre: gmmontadoras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG