Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FT.com: Positivo atende critérios de compra da Lenovo, diz analista

O analista Jenny Lai, do banco de investimento CLSA Asia-Pacific Markets em Taipé (Taiwan), afirmou que a brasileira Positivo Informática atende os critérios de aquisição da Lenovo, maior fabricante chinesa de microcomputadores. A Lenovo tem afirmado que um alvo de aquisição deveria estar em um segmento em que eles não são fortes e em um mercado onde eles ainda não estão, e a Positivo Informática atende a esses critérios, disse o analista.

Agência Estado |

Pela manhã, depois que suas ações subiram 27% ontem na Bolsa de Hong Kong, a Lenovo confirmou em comunicado à bolsa chinesa que está em conversas sobre uma possível aquisição, mas não citou a empresa brasileira nem outros alvos. No entanto, têm circulado especulações de que a Lenovo poderia estar negociando com a Positivo, que é a maior fabricante de microcomputadores do Brasil.

De acordo com a empresa de pesquisa IDC, a Positivo possui 20% do mercado de microcomputadores do Brasil e vende principalmente para consumidores finais e para o governo - segmentos de mercado menos atingidos pela desaceleração econômica global e nos quais a Lenovo é fraca fora do mercado chinês.

As especulações ocorrem no momento em que a Lenovo tenta reduzir sua grande dependência do segmento corporativo, que tem sido atingido fortemente pela atual crise econômica global. No entanto, alguns observadores estão céticos em relação ao potencial impacto de tal aquisição sobre a companhia chinesa. "Ela seria muito pequena para resolver os problemas da Lenovo", afirmou Lai. Segundo o analista, para que a Lenovo alcance a taiwanesa Acer, maior empresa asiática do setor de microcomputadores, alguma transação maior seria necessária.

A Lenovo, que comprou a unidade de computadores pessoais da IBM em 2005, viu seu lucro líquido cair 78% no trimestre encerrado em 30 de setembro e alertou para condições mais difíceis à frente. A Acer, por outro lado, resistiu à tendência do mercado ao afirmar, nesta quinta-feira, que espera superar suas próprias metas de ganhos no quarto trimestre deste ano. A empresa taiwanesa não publica suas projeções de lucro, mas afirmou em outubro que esperava um aumento entre 20% e 25% nos embarques de notebooks no quarto trimestre deste ano, em comparação com o terceiro trimestre.

A Lenovo enviou um comunicado à Bolsa de Valores de Hong Kong nesta quinta-feira para comentar a possível aquisição. "Os diretores confirmam que a companhia está fazendo certas discussões preliminares com terceiras partes independentes em relação a potenciais oportunidades de investimentos e aquisições", afirmou a empresa.

William Amelio, presidente e executivo-chefe da Lenovo, havia afirmado em novembro que a companhia iria procurar alvos de aquisição para "ganhar escala e consolidar a indústria". Na ocasião, o executivo disse que especulações de que a companhia compraria a divisão de computadores pessoais da Fujitsu-Siemens eram "infundadas". (Kathrin Hille, Robin Kwong e Justine Lau)

Fonte: Financial Times

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG