São Paulo, 21 out (EFE).- O grupo brasileiro JBS, maior produtor e exportador mundial de carne bovina, anunciou hoje que defenderá perante a Justiça dos Estados Unidos a compra da companhia National Beef Packing, propriedade da US Premium Beef, após a operação ser vetada.

Em comunicado, o grupo brasileiro, que conta com produção em EUA, Austrália e Argentina, assinalou que vai "defender vigorosamente" o processo perante o Departamento de Justiça americano, que arquivou uma reivindicação apresentada pela empresa perante a Corte Federal em Chicago.

"Não estamos de acordo com a decisão do Departamento de Justiça que tenta impedir a transação. Achamos que o Governo está errado e defenderemos essa questão na Corte", apontou Wesley Batista, presidente da JBS-EUA, que qualificou a operação como um fator que "favorecerá altamente a competitividade".

Em 5 de março, a JBS anunciou a compra da National Beef Packing, no valor de US$ 970 milhões, além de assumir as dívidas e ressarcir os membros da companhia com US$ 465 milhões em dinheiro e US$ 95 milhões em ações.

A companhia brasileira comunicou, por outro lado, o plano de conclusão imediato para a aquisição da Smithfield Beef, no valor de US$ 565 milhões a serem pagos com recursos da empresa.

O negócio incluiu o controle total da Five Rivers, que antes era de 50% através de uma joint venture (consórcio de riscos e lucro compartilhados) com a Continental Grain. EFE wgm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.