A companhia francesa de serviços de tecnologia de informação Capgemini está de olho em compras pequenas e médias em mercados emergentes, como a China e o Brasil, e também nos EUA, disse o executivo-chefe do grupo, Paul Hermelin, ao jornal financeiro francês Les Echos. Está claro que o grupo ainda está fraco demais em países emergentes.

Não na Índia, mas na China e no Brasil, disse Hermelin ao jornal, acrescentando que a companhia pretende crescer nos EUA nos setores público e de saúde.

Hermelin disse que, embora haja os primeiros sinais de recuperação da demanda, não há indícios ainda de uma retomada sustentável. "O mercado está se animando novamente, mas é cedo demais para determinar o calendário e o escopo da recuperação", disse ele.

Nesse contexto, o cenário "conservador" da Capgemini é de uma "estabilização sequencial de semestre para semestre", disse o executivo, acrescentando que o cenário "mais otimista" é de uma recuperação no segundo semestre. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.