Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

França entrará em recessão em 2009, segundo instituto

Afetada pela crise internacional, a França entrará em recessão no início do próximo ano, pela primeira vez desde 1993, com a economia em queda livre e um importante aumento do desemprego, prevê o Instituto Nacional de Estatística em um documento que será publicado nesta sexta-feira.

AFP |

Após um leve aumento do Produto Interno Bruto (PIB), de 0,1%, no terceiro trimestre de 2008, o Instituto Nacional de Estatística e Estudos Econômicos (INSEE) prevê uma queda de 0,8% no último trimestre, seguida de um recuo de 0,4% nos primeiros três meses de 2009.

Segundo o INSEE, os primeiros efeitos do plano de reativação, de 26 bilhões de euros, anunciado no início de dezembro pelo presidente Nicolas Sarkozy, só serão sentidos no segundo trimestre, quando o PIB ainda cairá, 0,1%, somando três trimestres consecutivos de queda.

Apesar do crescimento se manter positivo este ano (+0,8% contra 2,1% em 2007), existe um enorme risco de que 2009 termine com uma sensível queda do PIB.

O INSEE prevê uma contração da atividade de 1,1% até o final de junho de 2009, e para o ano não ter um crescimento zero, "será preciso que a França registre avanço de 1,4% em cada um dos dois últimos trimestres do ano", destaca o chefe do departamento de Conjuntura do INSEE, Eric Dubois, avaliando que isto parece pouco provável.

O governo francês segue contando com um crescimento de entre 0,2% e 0,5% para 2009, estimando que o plano de reativação permitirá evitar a recessão.

ban/LR

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG