Por Sophie Taylor PARIS (Reuters) - A França está pronta para revelar nesta segunda-feira detalhes de um plano para dar apoio ao seu debilitado setor automotivo, enquanto Renault e Peugeot Citroen estão preparadas para anunciar resultados fracos de 2008 esta semana.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, se reúne com os chefes das montadoras e com o primeiro-ministro às 13h30 (horário de Brasília), nesta segunda-feira.

As montadoras francesas empregam milhares de trabalhadores, mas empregos nas fábricas estão em risco devido à crise de crédito global que fez com que as vendas de automóveis despencassem.

Jornais franceses disseram que Sarkozy anunciará nesta segunda-feira que o governo emprestará cerca de 6 bilhões de euros (7,7 bilhões de dólares) às duas montadoras do país para ajudá-las a lidar com a crise financeira.

"Este é um plano simples, mas positivo, que dá visibilidade às montadoras", disse um operador de Paris. "O plano claramente elimina qualquer necessidade a curto prazo por aumento de capital por parte da Renault ou da Peugeot", acrescentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.