Tamanho do texto

O primeiro-ministro da França, Francois Fillon, afirmou nesta quarta-feira na Assembléia Nacional que o governo criará uma nova estrutura legal para poder intervir rapidamente e apoiar os bancos em apuros.

Esta é a mais recente de uma série de medidas de emergência adotadas pelos governos europeus para proteger os bancos da crise financeira mundial.

"Hoje, esta estrutura existe e já conta com a participação do Estado no Dexia" (o banco franco-belga salvo da falência pelos governos da Bélgica e da França)", declarou Fillon ao iniciar um debate sobre a atual situação financeira.

"A fim de poder dispor de todos os capitais necessários para as intervenções que se justifiquem no futuro, o governo pedirá ao Parlamento, por meio de uma emenda ao projeto de lei de finanças, a garantia explícita do Estado", acrescentou.

ben-cs/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.