leia o blog) conversou com os internautas nesta segunda-feira sobre os principais temas discutidos no Fórum Social Mundial, realizado entre os dias 27 de janeiro e 1º de fevereiro em Belém. Segundo Sakamoto, a questão do consumo consciente foi o tema mais debatido no evento." /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fórum Social Mundial exige novo modelo de consumo, diz Sakamoto

SÃO PAULO ¿ O jornalista e colunista do iG Leonardo Sakamoto (http://colunistas.ig.com.br/sakamoto/ target=_blankleia o blog) conversou com os internautas nesta segunda-feira sobre os principais temas discutidos no Fórum Social Mundial, realizado entre os dias 27 de janeiro e 1º de fevereiro em Belém. Segundo Sakamoto, a questão do consumo consciente foi o tema mais debatido no evento.

Redação |

Com o consumo desregrado, do indivíduo, governos e empresas, podemos acabar com o planeta mais depressa do que imaginamos, disse Sakamoto. Na visão do jornalista, especialista em temas da agenda social e ambiental, a crise econômica mundial é um bom momento para colocar em pauta o consumo da sociedade, uma vez que as grandes empresas ¿ causadoras de impactos ¿ estão com problemas. É hora de exigir contrapartidas sociais, ambientais e mudança de modelo, disse Sakamoto.

De acordo com o jornalista, alguns debates ocorridos no Fórum apontam que o sistema capitalista não está em decadência, mas apenas em um breve refluxo, passando por uma crise periódica. O modelo predatório vai voltar a se restabelecer com força. Por isso, temos que aproveitar os próximos 18 meses para discutir e implantar novas ações, afirmou.

Sakamoto participou do encontro e de três mesas de discussão: sobre trabalho escravo, mudanças climáticas e o impacto da pecuária, e sobre como a cidade de São Paulo causa impactos na Amazônia. Sobre o último tema, o jornalista afirmou no chat que a capital paulista contribui para o desmatamento da região ao comprar madeira retirada de forma irregular, soja plantada em áreas de preservação permanente e carne bovina.

De acordo com estudos do Banco Mundial, mais de 75% da área desmatada na Amazônia está ocupada por gado bovino, relatou Sakamoto. O colunista do iG e coordenador da ONG Repórter Brasil, que luta contra o trabalho escravo, denunciou que estudos apontam que o gado da Amazônia segue tanto para exportação quanto para consumo interno no País.

Segundo Sakamoto, os debatedores do Fórum Social Mundial lamentam a possível adesão tardia dos EUA ao Protocolo de Kyoto. Mesmo que o presidente norte-americano Barack Obama adote as medidas, o acordo estará desatualizado. O mundo precisa de um acordo mais forte e de implantação mais rápida que Kyoto, afirmou o colunista do iG.

Sobre o colunista

Leonardo Sakamoto é jornalista e Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Cobriu a guerra pela independência em Timor Leste e a guerra civil angolana. Foi professor do curso de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes (ECA-USP) e trabalhou em vários veículos de comunicação, tendo recebido prêmios na área de jornalismo e direitos humanos, como o Vladimir Herzog e o Prêmio Combate ao Trabalho Escravo.

Empreendedor social Ashoka, é coordenador da ONG Repórter Brasil e seu representante na Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo (Conatrae).

Leia mais sobre: Fórum Social Mundial

Leia tudo sobre: fórum social mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG