A montadora Ford apresentou nesta terça-feira ao Congresso um plano de reestruturação que inclui um salário anual de um dólar de seu presidente executivo e novas concessões sindicais, a fim de obter um crédito 9 bilhões de dólares.

O construtor anunciou que o plano inclui, além disso, um investimento de 14 bilhões de dólares em nova tecnologia nos próximos anos.

O plano foi apresentado depois que os construtores de Detroit (GM, Ford e Chrysler) pediram um total de 25 bilhões de dólares para evitar o colapso do setor, que pode ter enormes conseqüências sobre o resto da economia.

bur-rl/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.