Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FMI reduz previsão de expansão da economia brasileira em 2009 a 3,5%

SÃO PAULO - A economia brasileira deve crescer 5,2% este ano e 3,5% nos 12 meses seguintes, calcula o Fundo Monetário Internacional (FMI). As projeções, contidas no relatório Perspectiva Econômica Mundial, a estimativa para este ano foi ampliada em 0,3 ponto e a de 2009 foi diminuída em 0,5 ponto na comparação com aquelas contempladas no documento antecedente, de julho.

Valor Online |

Para a economia mundial, o Fundo prevê expansão de 3,9% em 2008, caindo para 3% no ano seguinte. Em 2007, houve crescimento de 5%.

Pela análise do organismo, o choque financeiro recente e os preços ainda elevados da energia e de outras commodities estão afetando o dinamismo da economia global e "muitas economias avançadas estão perto ou caminhando para uma recessão".

O relatório foi liberado dois dias antes do encontro anual do FMI e Banco Mundial em Washington. Nele, conta ainda que o crescimento nas economias emergentes também está enfraquecendo após anos de forte expansão.

O economista-chefe do FMI, Olivier Blanchard, destacou a importância de implementar políticas macroeconômicas e financeiras conjuntas neste momento para lidar com as adversidades em múltiplas frentes. "Do lado financeiro, isto implica o desenvolvimento de programas amplos para tratar de problemas sistêmicos", observou. No campo macroeconômico, notou, significa o uso de políticas monetária e fiscal visando a apoiar o crescimento.

"Com políticas financeira e macro certas - e estas políticas estão disponíveis - podemos sair da tempestade. A expectativa é de que a recuperação comece ao longo de 2009", disse Blanchard.

(Juliana Cardoso | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG