Cingapura, 3 fev (EFE).- As economias asiáticas, afetadas pela crise econômica global, começarão a mostrar os sinais de recuperação no próximo ano, disse hoje o diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), o francês Dominique Strauss-Kahn.

Os países da região, dependentes das exportações a Estados Unidos e Europa, não começarão a se recuperar até que seus parceiros estejam melhor. Porém, uma vez que isso ocorra, "algumas economias reagirão muito rápido", disse Strauss-Kahn, que falou à imprensa reunida em Cingapura por uma videoconferência feita em Washington.

"Uma rápida recuperação é possível. Algumas economias asiáticas são muito boas candidatas a se tornar fortes atores econômicos quando as coisas melhorarem", argumentou.

O FMI publicou suas previsões para 2009 na semana passada, nas quais estima que o crescimento mundial para este ano será de 0,5%, o menor desde a Segunda Guerra Mundial, enquanto em 2010, segundo Fundo, se aproximará de 3%. EFE lol/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.