Washington, 7 out (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial (BM) advertiram hoje que o atual processo de desvalorização competitiva de divisas em nível mundial é perigoso e fizeram um apelo aos países para que cooperem para solucionar o problema.

Washington, 7 out (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial (BM) advertiram hoje que o atual processo de desvalorização competitiva de divisas em nível mundial é perigoso e fizeram um apelo aos países para que cooperem para solucionar o problema. "Todo o mundo tem que ter em mente que não há uma solução nacional para uma crise global", disse hoje em entrevista coletiva o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn. Strauss-Kahn acrescentou que a forte cooperação internacional dos momentos mais graves da crise não se dissipou, mas está "perdendo impulso". O presidente do BM, Robert Zoellick, ecoou o alerta. "Em um mundo cada vez mais conectado, devemos não só estar conscientes dos efeitos negativos das políticas sobre os demais países, mas atuar de forma coordenada", disse. Os responsáveis pelas instituições multilaterais fizeram a advertência em meio a um intenso debate sobre as políticas cambiais e as decisões unilaterais de alguns países de manter suas moedas artificialmente baixas para manter a vantagem exportadora. Strauss-Kahn lembrou que a recuperação econômica em andamento é "frágil" em parte porque é "desequilibrada", ao caracterizar-se pela falta de impulso das economias avançadas e do dinamismo das emergentes. Por fim, Zoellick declarou que, em linhas gerais, os países com superávit "deveriam resistir à tentação de intervir para impulsionar as exportações". EFE tb/mm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.