Washington, 24 nov (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou hoje a aprovação de um empréstimo contingencial (stand by) de US$ 7,6 bilhões para apoiar o programa de estabilização econômica do Paquistão.

Um comunicado do órgão multilateral de crédito destaca que, imediatamente após a aprovação, US$ 3,1 bilhões foram colocados à disposição do Paquistão.

O resto do empréstimo será entregue em partes, de acordo com as revisões de políticas que acontecerão a cada três meses, acrescenta o anúncio do FMI.

Segundo Takatoshi Kato, subdiretor executivo do FMI, durante o ano fiscal 2007-2008, a economia do Paquistão sofreu solavancos, decorrentes, sobretudo, dos preços altos do petróleo e dos alimentos e da crise financeira internacional.

Conseqüentemente, o país viu seu déficit em conta corrente aumentar, os investimentos estrangeiros diminuírem e a moeda local se desvalorizar consideravelmente, acrescentou o especialista.

O programa paquistanês tem como objetivo restabelecer a estabilidade macroeconômica e restaurar a confiança dos investidores mediante uma aplicação rígida de políticas que assegurem a estabilidade social e ajudem a população pobre, diz a nota do FMI.

O programa das autoridades paquistanesas exige "uma aplicação sustentada e enérgica para que tenha sucesso", disse Kato no comunicado. EFE ojl/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.