Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FMI aprova empréstimo de US$ 2,1 bilhões à Islândia

SÃO PAULO - O Conselho Executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou ontem empréstimo de US$ 2,1 bilhões para a Islândia a fim de apoiar o programa do país para restaurar a confiança e estabilizar a economia. Do total, US$ 827 milhões estão disponíveis imediatamente.

Valor Online |

O valor restante será liberado em oito parcelas de US$ 155 milhões, sujeitas a revisão trimestral.

"Existem três objetivos principais do programa apoiado pelo FMI: conter o impacto negativo da crise na economia por meio da restauração da confiança e estabilização da taxa de câmbio no médio prazo, promover um setor bancário doméstico viável e salvaguardar as relações financeiras internacionais pela implementação de uma estratégia de sistema bancário sólida", declarou o Fundo em nota. Além disso, citou a intenção "de salvaguardar a viabilidade fiscal no médio prazo pela limitação da socialização das perdas nos bancos afetados e implementação de um ambicioso programa de consolidação fiscal de vários anos".

O plano econômico da Islândia contempla que o acordo com o FMI deve atender a 42% do financiamento necessário. O restante será obtido por credores bilaterais oficiais. Países nórdicos, por exemplo, se comprometeram com US$ 2,5 bilhões aos islandeses.

"A Islândia está no meio de uma crise bancária de proporções extraordinárias. Os três principais bancos, que respondem por 85% do sistema bancário, entraram em colapso em um intervalo de tempo de menos de uma semana. A moeda local caiu fortemente, o mercado acionário declinou e várias interrupções nos pagamentos externos se seguiram", recordou o FMI em nota. Por causa desse quadro, a Islândia está enfrentando uma recessão severa, completou.

(Juliana Cardoso | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG