Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FMI apóia redução das taxas de juros na Europa

Washington, 4 dez (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) expressou apoio à redução das taxas de juros feita hoje pelo Banco Central Europeu (BCE), afirmando ainda que o euro atualmente é cotado cerca ou possivelmente um pouco acima do seu valor de equilíbrio.

EFE |

Caroline Atkinson, nova porta-voz do FMI, qualificou de "excelentes" as reduções do preço do dinheiro anunciadas pelo BCE, o Banco da Inglaterra e o Riksbank (banco central sueco), que se situaram "na parte alta das expectativas".

O BCE reduziu a taxa de juros em 0,75 ponto percentual, já que, até agora, a redução máxima tinha sido de 0,5 ponto percentual.

O Banco da Inglaterra reduziu hoje em 1 ponto percentual a taxa básica de juros, para 2%, o nível mais baixo desde 1951.

Já o Riksbank reduziu a taxa de juros em 1,75 ponto, para 2%, o maior corte desde 1994, para atenuar a queda da produção e da ocupação laboral.

Em entrevista coletiva, Atkinson reiterou a recomendação do FMI para que os países respondam com medidas fiscais e monetárias "o arrefecimento muito profundo" pelo qual passa o mundo.

Ao mesmo tempo, a porta-voz disse que o euro "está perto de seu valor de equilíbrio, possivelmente um pouco acima". EFE cma/dp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG