pelo menos 1% em 2009 - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FMI acredita que economia espanhola contrairá pelo menos 1% em 2009

Washington, 10 dez (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) previu hoje que a economia espanhola contrairá pelo menos 1% em 2009, três décimos a mais que o que tinha calculado há pouco mais de um mês.

EFE |

A curto prazo, as perspectivas são "sombrias e incertas", disse um grupo de especialistas do FMI em uma declaração, ao concluir uma visita a Madri, na qual analisaram a situação da economia e se encontraram com autoridades espanholas.

A médio prazo, a situação não parece melhor, segundo os especialistas. O FMI indicou que a recuperação depende da aplicação de reformas profundas.

A recuperação da economia será fraca, previu, continua a baixa produtividade do país, sua inflação é superior à dos países vizinhos e não há um programa mais amplo de reforma.

Para evitar isso, aconselhou a liberalização dos setores dos serviços e dos transportes, onde existem normas que dificultam a concorrência.

A política mais importante "que falta" nos planos do Governo é a reforma do mercado de trabalho, na opinião do FMI.

A entidade pediu que sejam eliminados os reajustes de salários, de acordo com a inflação, que - segundo a entidade - alimentam os aumentos de preços, e também recomendou que sejam facilitadas as demissões.

Em sua declaração, a instituição previu também que o ajuste do setor imobiliário "levará tempo".

O FMI afirmou que são "essenciais" mudanças nas regulações para agilizar a resolução de disputas entre arrendatários e inquilinos.

Também se mostrou a favor das ajudas de pagamento de hipotecas aos desempregados, mas criticou a construção de casas de proteção civil, porque aumentam o estoque de imóveis, o que baixa os preços ainda mais. EFE cma/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG