comprada - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fluxo cambial mostra saída líquida de US$ 877 mi em junho; bancos reduzem posição comprada

SÃO PAULO - O fluxo cambial mostrou saída de líquida de dólares do país em junho, com destaque para as remessas feitas no final do mês. Segundo dados do Banco Central (BC) divulgados hoje, o fluxo ficou negativo em US$ 877 milhões em junho, o que revela a saída de cerca de US$ 2,5 bilhões nos últimos dias do mês passado, já que até o dia 19 o saldo era positivo em US$ 1,653 bilhão. Em junho de 2007, o país tinha registrado entrada líquida de US$ 16,561 bilhões.

Valor Online |

Ao longo deste ano, apenas o mês de janeiro havia apontado saída líquida de recursos, no total de US$ 2,237 bilhões. Os meses de fevereiro (US$ 3,246 bilhões), março (US$ 8,051 bilhões) e abril (US$ 6,723 bilhões) tinham apresentado forte entrada de dólares no Brasil. Em maio, o fluxo voltou a ser positivo, mas já em volume bem mais reduzido, de apenas US$ 148 milhões.

O desempenho negativo de junho se deve principalmente ao câmbio financeiro, no qual são fechadas as operações com capitais (investimentos em bolsa e títulos, empréstimos e outros) e serviços (turismo, pagamento de juros, remessa de lucros e outros). Nesta conta, o fluxo ficou negativo em US$ 5,578 bilhões em junho, com as compras atingindo US$ 49,489 bilhões e as vendas somando US$ 55,067 bilhões.

Já o câmbio comercial, no qual são registrados os dados do comércio exterior brasileiro, apurou ingresso líquido de US$ 4,700 bilhões no mês de junho, com exportações de US$ 17,739 bilhões e importações de US$ 13,039 bilhões.

Com os números de junho, o resultado do fluxo acumulado de 2008 ficou positivo em US$ 14,934 bilhões, volume 71% menor do que os US$ 51,627 bilhões contabilizados no primeiro semestre ano passado.

No acumulado de janeiro a junho, o fluxo comercial mostra entrada líquida de US$ 29,551 bilhões, com exportações de US$ 96,278 bilhões e importações de US$ 66,728 bilhões. O fluxo financeiro tem perda líquida de US$ 14,617 bilhões, com vendas de US$ 230,698 bilhões e compras de US$ 216,081 bilhões.

No mesmo intervalo do ano passado, o câmbio financeiro apontou saída líquida de US$ 5,710 bilhão e o comercial, entrada de US$ 45,916 bilhões.

Ao longo do mês de junho, as instituições financeiras voltaram a reduzir a posição comprada em câmbio. De acordo com o BC, os bancos mantinham em estoque (ou seja, estavam comprados) US$ 7,336 bilhões no final do mês passado, ante US$ 9,835 bilhões em maio. Em abril, o saldo era de US$ 12,196 bilhões.

Leia tudo sobre: fluxo cambial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG