Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fluxo cambial mostra entrada de US$ 4,3 bi no Brasil

SÃO PAULO - Mesmo com a piora da crise internacional de crédito, a análise dos números do fluxo cambial brasileiro mostra que até o final da semana passada não houve uma revoada de dólares para o exterior.

Valor Online |

Acordo Ortográfico Pelo contrário, de acordo com os dados do Banco Central, o saldo dos 10 primeiros dias úteis de setembro foi positivo em US$ 4,329 bilhões. Em igual período de 2007, os ingressos líquidos somaram apenas US$ 254 milhões.

Esse resultado foi puxado pelo câmbio comercial, no qual são registrados os dados do comércio exterior brasileiro. Nessa rubrica houve fluxo positivo de US$ 3,605 bilhões nos primeiros 10 dias úteis de setembro, com exportações de US$ 8,908 bilhões e importações de US$ 5,303 bilhões.

O câmbio financeiro, no qual são fechadas as operações com capitais (investimentos, empréstimos, etc) e serviços (turismo, pagamento de juros, remessa de lucros, etc), também mostrou entrada líquida de recursos. As compras totalizaram US$ 13,359 bilhões e as vendas atingiram US$ 12,634 bilhões, gerando um saldo líquido de US$ 725 milhões. Apesar do fluxo positivo, o volume como um todo - somando compras e vendas - é cerca de metade do movimentado em agosto no mesmo período.

O fluxo acumulado desde o começo do ano está positivo em US$ 18,714 bilhões, bem menor do que o do mesmo intervalo de 2007, que somou US$ 70,310 bilhões. No câmbio comercial, os ingressos líquidos atingem US$ 39,886 bilhões no ano e, no financeiro, há saída de US$ 21,172 bilhões.

Leia mais sobre o fluxo cambial para o Brasil

Leia tudo sobre: fluxo cambial para o brasil

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG