Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fitch eleva avaliações da Vale, Eletrobras e Furnas

A agência afirmou que as perspectivas para os ratings da companhia são estáveis

AE |

A agência de classificação de risco Fitch Ratings elevou o rating de probabilidade de inadimplência do emissor (IDR, na sigla em inglês) em moeda estrangeira, em moeda local e da dívida não segurada da mineradora Vale para BBB+, de BBB. A agência também elevou o rating da unidade da companhia no Canadá para BBB+, de BBB.

A agência afirmou que as perspectivas para os ratings da companhia são estáveis. Segundo a Fitch, a elevação dos ratings da Vale é justificada pela melhora da posição competitiva da companhia dentro da indústria de mineração em razão do aumento da sua presença no mercado de minério de ferro da China, sua rápida expansão no setor de fertilizantes em 2010, bem como a reestruturação de seu portfólio de alumínio.

A Fitch também revisou a perspectiva da classificação de risco da Eletrobras e de Furnas - atualmente em "BBB-" - de estável para positiva. Ao mesmo tempo, elevou o rating nacional de longo prazo de Furnas para "AA+(bra)" e revisou a perspectiva também para positiva. A agência afirmou ainda em "BBB-" a emissão de bônus da Eletrobras com vencimento em 2019. As ações seguem a revisão da perspectiva da classificação "BBB-" do Brasil, de estável para positiva, anunciada ontem pela agência.

Em comunicado, a Fitch avalia que os ratings da Eletrobras refletem o vínculo da empresa com o País. "A companhia detém forte posição como a maior empresa de geração e transmissão de energia elétrica do País, representando 38% da capacidade instalada de geração e 56% das linhas de transmissão", destaca.

A Fitch pondera que a Eletrobras está exposta a riscos de interferência política, por ser controlada pelo governo brasileiro. Com relação a Furnas, a classificação reflete o vínculo com a Eletrobras, controladora da companhia. Furnas é uma das maiores empresas do grupo Eletrobras e representa aproximadamente 25% da capacidade instalada de geração do grupo e 32% de sua cobertura de transmissão em quilômetros.

"A Eletrobras tem uma política centralizada de administração de caixa e é a principal provedora de recursos para Furnas. Além disso, ela também determina metas estratégicas, incluindo padrões de governança corporativa e planos de investimento", aponta a Fitch. Com informações da agência Dow Jones.

Leia tudo sobre: FitchratingValeEletrobrasFurnas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG