Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fit é o mais convincente

Bem-acabado, gostoso de dirigir, estável e espaçoso, o Honda Fit venceu os monovolumes Fiat, Idea e Chevrolet Meriva, repetindo o feito da edição passada. Ele é tão superior aos rivais que triunfou mesmo com a iminente mudança: ganhará nova cara este ano.

Agência Estado |

Por isso, é encontrado com até R$ 2 mil de desconto.

Sua tabela parte de R$ 47.320. Esse valor inicial é alto quando comparado aos de Idea e Meriva básicos (R$ 42.180 e R$ 45.256, respectivamente), mas se justifica pelo fato de o carro vir desde a versão de entrada, LX 1.4, com air bag para motorista, ar-condicionado, direção com assistência elétrica, vidros, travas e retrovisores externos com acionamento elétrico.

No primeiro semestre, o Honda ocupou o 18º lugar no ranking geral de vendas e liderou com folga o segmento dos monovolumes. Foram 21.667 unidades emplacadas, 49,3% a mais que o segundo colocado, o Fiat Idea (que registrou 14.510 emplacamentos).

A agilidade do carro agrada em qualquer versão de motor e câmbio. São três opções de propulsor: 1.4 a gasolina (com 80 cv, para transmissão automática), 1.4 flexível (até 83 cv, para o manual) e 1.5 a gasolina, com 105 cv, para ambas as transmissões.

As relações continuamente variáveis do câmbio promovem acelerações e retomadas de velocidade sem aqueles trancos comuns aos automáticos. O manual de cinco marchas também é preciso.

Poucos carros conciliam conforto e estabilidade como o Fit. A carroceria se inclina pouco em curvas, mas as suspensões absorvem impactos com eficiência.

O espaço interno é bom para todos e o rebatimento do banco traseiro é versátil. O porta-malas tem 380 litros. O ponto ruim a destacar é a visibilidade para trás, atrapalhada pelas colunas largas e encostos de cabeça grandes.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG