Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fique de olho na nova carteira do Ibovespa e reajuste do QAV

Em uma semana tradicionalmente marcada por poucos negócios, o destaque do último pregão do ano fica por conta da divulgação da carteira definitiva do Ibovespa - que deve vigorar até abril de 2009. No balanço anual, entretanto, a bolsa paulista deve fechar o ano em território negativo, o que não acontecia desde 2002.

Agência Estado |

Em relação a maio, quando o Brasil recebeu o grau de investimento (e o Ibovespa alcançou sua cotação máxima, de 73.516 pontos), a perda acumulada até sexta-feira era de 49,9%.

Na opinião de analistas, a carteira deve permanecer inalterada. "O baixo giro financeiro desde a divulgação da prévia anterior, em meados de dezembro, e a ausência de notícias que pudessem mudar de forma dramática o rumo do mercado, devem resultar apenas em pequenos ajustes na participação das ações que já fazem parte da carteira", diz Ricardo Martins, gerente de análise da Planner Corretora.

Na segunda prévia, o maior crescimento de participação foi de Petrobras PN, que passou dos atuais 15,387% da carteira vigente para 16,710%, seguida por BM&FBovespa ON, de 3,944% para 4,294% e Itaú PN, de 3,193% para 3,437%. Quem mais perdeu espaço foi Vale PNA, de 12,639% para 11,950%.

Nesta terça-feira, a provável divulgação do índice de reajuste do preço do querosene de aviação (QAV) pela Petrobras também é aguardada, com impacto positivo sobre as companhias aéreas. Como o preço da commodity vem despencando, o combustível deve acompanhar a queda.

Dentro do setor de infra-estrutura, as atenções se voltam para o Projeto Tietê. Hoje será publicado no Diário Oficial o edital de licitação das obras de tratamento de esgoto da Região Metropolitana de São Paulo, referentes à terceira fase do projeto que é coordenado pela Sabesp. De acordo com Dilma Pena, secretária estadual de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo, o montante do edital em obras para a licitação de coletores e interceptores é de R$ 441 milhões.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG