Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fipe prevê IPC entre 4,5% e 5% em 2009

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) espera para 2009 uma inflação mais baixa do que a observada em 2008 na capital paulista. De acordo com o coordenador do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), Antonio Evaldo Comune, o indicador deverá registrar variação acumulada de 4,5% a 5% no final deste ano.

Agência Estado |

Em 2008, o IPC subiu 6,16%, o que representou a elevação mais expressiva desde 2004, quando havia avançado 6,56%.

Para Comune, a concretização da previsão dependerá bastante do comportamento do dólar em 2009, já que a moeda norte-americana continua em um nível bem acima dos R$ 2,00. "O dado fundamental para este ano é o câmbio. Essa projeção leva em conta a estabilização da moeda em um nível entre R$ 2,30 e R$ 2,50", disse, em entrevista à imprensa.

Outro fator importante que pode interferir no comportamento da inflação, segundo Comune, é a atividade econômica. Mas, desta vez, funcionaria como um ingrediente de alívio para o IPC, já que as estimativas para 2009 são de que a economia nacional cresça menos que em 2008, em sintonia com o quadro menos favorável para todo o globo gerado após a crise econômica financeira oriunda dos Estados Unidos.

Para o coordenador do IPC, entre os grupos pesquisados, a Alimentação continuará, como nos últimos anos, sendo o "grande sinalizador" para a inflação. De acordo com ele, fica a dúvida, no entanto, se o grupo vai subir mais ou menos que em 2008, quando avançou 9,01% e foi o que mais influenciou na composição da inflação, apesar de registrar uma taxa menor que em 2007 (12,53%).

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG