Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fipe: IPC no 1º semestre foi o maior desde 2003

A inflação acumulada na cidade de São Paulo no primeiro semestre de 2008 pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) foi de 3,8%, informou hoje o coordenador do índice, Márcio Nakane. Trata-se de uma taxa superior à variação dos preços do mesmo período de 2007, que foi de 2,37%.

Agência Estado |

De acordo com o economista da Fipe, o acumulado da inflação nos primeiros seis meses de 2008 é o maior desde 2003, quando a inflação de janeiro a junho daquele ano registrou alta de 5,29%.

A abertura do índice por grupos no primeiro semestre de 2008 mostra que a maior alta ficou para o grupo Alimentação, que variou 8,27% ante uma taxa de 4,94% em idêntico período de 2007. O aumento semestral dos preços dos alimentos é o maior desde o segundo semestre de 2002, quando os reajustes de preço neste segmento atingiram a marca de 17,62%.

No período acumulado de 12 meses até o mês passado, o IPC-Fipe registra uma alta de 5,84%. No mesmo período, o grupo Alimentação subiu 16,30% para o seu nível mais elevado desde a terceira prévia de outubro de 2003, quando fechou em 17,60%.

Previsões

A Fipe elevou a projeção para a inflação na cidade de São Paulo este ano para 6,35% pelo IPC. A projeção anterior era de 5,93%.

Segundo o coordenador do IPC, a nova previsão reflete um aumento na projeção para o grupo Alimentação em 2008, que passou de 11% para 13%. Para o grupo Habitação, foi mantida a projeção de 4,50%. No caso do grupo Transportes, o coordenador reduziu sua previsão de 4,20% para 3,90% e, em Despesas Pessoais, manteve em 4,80%.

Nakane também elevou a previsão de inflação para o grupo Saúde para 6,50%, ante 5,80% na previsão anterior. Para o grupo Vestuário, ele reduziu a projeção de inflação de 2% para 1,80% e manteve o grupo Educação com inflação de 5,50%.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG