Tamanho do texto

Presidente dobrou a meta do programa Minha Casa Minha Vida até 2014. São previstos investimentos de R$ 71,7 bilhões em 4 anos

Em megaevento com a presença de todos os ministros, governadores e prefeitos de capitais lotando o palco principal, e mais de 500 pessoas na plateia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva dobrou a meta do programa Minha Casa Minha Vida para 2 milhões de moradias até 2014. São previstos investimentos de R$ 71,7 bilhões no programa nos próximos quatro anos.

Falando em nome de seus pares, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, definiu a solenidade política realizada em grande centro de convenções de Brasília como " um momento de festa". Segundo ele, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) " é um programa que não olha a cor partidária. " Ele disse ainda que " doa a quem doer, a vida nas cidades e no campo melhorou " com o PAC, dirigindo elogio especial à ministra e pré-candidata do PT à sucessão de Lula, Dilma Rousseff.

Apenas na área de habitação, somando-se aos recursos subsidiados do Minha Casa, o governo lista investimentos totais de R$ 278,2 bilhões entre 2011 e 2014, onde R$ 176 bilhões serão financiamentos com recursos da caderneta de poupança (SBPE). Outros R$ 30,5 bilhões serão destinados a " urbanização de assentamentos precários" , como substituição de moradias em áreas de palafitas e favelas.

Nos R$ 71,7 bilhões previstos do Minha Casa, os subsídios do Tesouro Nacional deverão somar R$ 62,2 bilhões, ficando a parcela de financiamento em R$ 9,5 bilhões. O programa subsidia moradias para famílias de renda entre zero e 10 salários mínimos, com parcelas de financiamento progressivas para a faixa de 6 a 10 salários mínimos.

Da previsão inicial de 1 milhão de imóveis para a população de baixa renda já foram assinados cerca de 380 mil contratos, até o último dia 19. Segundo o Ministério das Cidades, coordenador da execução do programa, aproximadamente mais 800 mil contratos estão sob análise da Caixa Econômica Federal.

Destinado a se tornar uma das bandeiras da campanha presidencial governista às eleições de outubro próximo, o programa Minha Casa Minha Vida terá 60% de suas ações destinadas a cobrir déficit habitacional de famílias com renda até R$ 1.395,00, com um diferencial ecologicamente correto: terão aquecimento solar " ajudando a preservar o meio ambiente " , segundo o relatório do PAC-2.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.