Publicidade
Publicidade - Super banner
Finanças Pessoais
enhanced by Google
 

Ipea: endividamento das famílias ainda é baixo no Brasil

Pesquisa do instituto mostra que 11% dos pesquisados dizem estar muito endividados, contra 72% que se consideram pouco endividados

AE |

selo

O presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann, afirmou hoje que o índice de endividamento das famílias brasileiras ainda está muito baixo. O índice de expectativas das famílias (IEF), divulgado hoje pelo instituto, revelou que 11,08% dos pesquisados afirmaram estar muito endividados, ao passo que cerca de 72% disseram estar pouco endividados ou não terem dívidas. 

"Olhando para outros países, esse é um nível de endividamento muito baixo, pois a presença de crédito no Brasil também é muito baixa", afirmou. A pesquisa mostrou ainda que, entre as famílias endividadas, 37,8% afirmaram não ter condições de pagar suas contas atrasadas. Por outro lado, 22,8% disseram não ter condições de quitá-las integralmente e 36,7% disseram poder pagá-las apenas em parte. 

A região em que mais famílias declararam não ter capacidade de pagamento de contas atrasadas é a Norte, com 53,3%. Na avaliação de Pochmann, os dados da pesquisa indicam que é fundamental que o Brasil mantenha o ritmo de expansão econômica. "Isso dará mais conforto a essas famílias para ter condições de pagar suas dívidas. Ao mesmo tempo, é preciso avançar na educação financeira das famílias para que possam usar melhor os instrumentos de crédito do País", afirmou.

Leia tudo sobre: Ipeadívidasfamílias

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG