Tamanho do texto

Ferramenta permite calcular se é mais vantajoso abastecer com etanol ou gasolina

Todas as semanas, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) divulga uma lista com os preços médios do álcool e da gasolina praticados em diferentes estados, em sua página na internet. O site da agência, no entanto, não diz qual combustível é mais vantajoso. Quem precisa fazer a conta é o próprio motorista.

Como o rendimento médio de um motor a álcool é 30% menor que o do motor a gasolina, a diferença de preço é da mesma proporção. A gasolina deixa de ser vantajosa quando passa a custar 30% mais que o álcool. Para facilitar o trabalho do motorista, o iG criou a calculadora abaixo:

Tanto para quem escolhe o etanol como para quem prefere a gasolina, no entanto, algumas dicas podem ajudar a economizar combustível.

Segundo José Roberto de Campos, chefe da divisão de motores e veículos do centro de pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia, utilizar menos o ar condicionado, por exemplo, é uma das atitudes recomendadas para poupar energia e dinheiro. Ligar o ar condicionado com as janelas semiabertas também não é indicado. "Qualquer equipamento elétrico consome mais combustível", afirma.

Deixar os pneus na pressão indicada no manual do veículo, além de fazer a manutenção preventiva, é essencial para evitar desperdícios. No semáforo ou nos congestionamentos, não vale a pena desligar o carro, a não ser que o veículo vá ficar parado por mais de dois minutos.

Campos aponta ainda que é melhor utilizar a marcha mais alta possível, com rotação de até 2,5 mil giros. "Claro que você não vai ter tanta agilidade, mas normalmente quanto menor a rotação do motor, maior a economia".

A impaciência no trânsito, de acordo com Campos, é também vilã da economia. Acelerar muito faz com que os freios sejam mais utilizados, o que provoca maior gasto de energia. "É preciso manter o acelerador mais constante possível", aconselha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.