Pesquisa para compra de dólar pode render economia de até 5,16%

Por Marília Almeida - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Valor se refere a compras de US$ 3 mil, de acordo com simulação no site do Banco Central. Tarifa engloba cotação da moeda, impostos e tarifas cobradas por corretoras e bancos

Thinkstock/Getty Images
Pequenas corretoras lideram entre as instituições financeiras que praticam taxas mais competitivas

Uma simples pesquisa na hora de comprar dólares que serão utilizados em compras durante uma viagem internacional pode render economia média de até 5,16%, no caso de compras de US$ 3 mil, de acordo com dados do Banco Central (BC). A simulação leva em conta a média dos valores cobrados por cada instituição financeira durante o mês de maio.

No mês, enquanto a corretora Midas cobrava, em média, R$ 6.783 na compra de US$ 3 mil, a corretora Lumina cobrava R$ 7.152 na mesma compra, uma diferença de R$ 369. 

Leia também: Dólar e euro estão em falta após alta de IOF no cartão

O levantamento considera o valor efetivo médio cobrado nas operações de câmbio (VET), que engloba a taxa de câmbio, tarifas e tributos.

Quanto maior o valor da operação, maior pode ser a economia do viajante caso ele realize uma pesquisa entre corretoras e bancos antes da compra.

Por exemplo, enquanto se pagava em média R$ 2.305 para comprar US$ 1 mil na corretora Intercam, era cobrado R$ 2.415 no banco Safra, o que significa uma economia de R$ 110. Já na compra de US$ 10 mil, se pagava em média R$ 23 mil na corretora Intercam e R$ 23.820 na corretora Lumina no mesmo período, uma diferença de R$ 820.

Pequenas corretoras oferecem preços mais baixos

As corretoras lideravam o ranking de instituições financeiras com taxas mais competitivas em compras de US$ 3 mil em maio. O levantamento não considera bancos de investimento e corretoras de valores que não vendem moedas para pessoas físicas. 

Os bancos de varejo, em geral, praticam taxas mais caras, mas podem ser mais competitivos do que diversas corretoras. A Caixa Econômica Federal, por exemplo, aparecia em maio em 23º lugar do ranking que aponta quais as taxas mais competitivas oferecidas por 95 instituições financeiras. 

Taxas mais competitivas em maio para compras de US$ 3 mil

Instituição financeiraVET médioSimulação
Midas2,261R$ 6.783
Maxima2,269R$ 6.807
Turmalina2,287R$ 6.861
Torre2,289R$ 6.867
S.Hayata2,292R$ 6.876
B&T2,296R$ 6.888
Graco2,300R$ 6.900
Carol DTVM2,301R$ 6.903
Vision2,303R$ 6.909
Intercam2,303R$ 6.909
Fonte: BC


A Caixa é o banco de varejo que cobra o menor VET, em 23º lugar, seguida pelo HSBC, em 32º. Já o Santander fica em 42º lugar, seguido pelo Itaú (56º), Citi (66º), Banco do Brasil (68º), Bradesco (72º) e Safra (93º).

Por outro lado, grandes redes de câmbio, como Western Union e Confidence, oferecem taxas mais caras do que as registradas na maioria dos grandes bancos. A Western Union fica em 75º lugar e a Confidence em 88º lugar.

Viajante deve checar tarifas

Antes de buscar a instituição financeira que pratica taxas mais competitivas, é recomendável contatar a corretora ou banco e checar se o VET corresponde ao simulado no site do Banco Central. Como o ranking considera a taxa média praticada durante um mês, ela pode mudar. 

Os primeiros lugares do ranking não sofrem grandes alterações nos dois últimos meses. Porém, pequenas corretoras podem se desfazer de um grande lote de moedas ou, por conta de estratégias de negócios, praticar taxas mais competitivas de um mês para o outro.

E também: Dólar no cartão pré-pago pode sair mais barato do que dinheiro vivo

A corretora Oliveira Franco, por exemplo, que estava na 48º posição em abril, aparece em 27º lugar em maio, enquanto a corretora Fair, que estava em 61º, passou para o 35º lugar.

Alguns valores também se referem a corretoras com atuação regional, o que pode impedir a compra de moedas por moradores de outras localidades.

Pequenas corretoras que não têm redes de agências costumam trabalhar com entregas de moedas via delivery. Basta acessar o site e realizar o pedido e a transferência do valor pela internet.

A simulação não vale para compras de outras moedas, como euro, na qual outras instituições financeiras podem ser mais competitivas e fazer com que, consequentemente, o ranking sofra mudanças. A tabela pode ser consultada no site do Banco Central.


Leia tudo sobre: Banco Centralpesquisalevantamentodólarmoedasconversão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas