Quem é você na hora de investir?

Investidores agem não só por instintos, mas conforme seus contextos de vida. Veja qual perfil combina melhor com seu bolso

Olívia Alonso, iG São Paulo |

João aposta em operações arriscadas, tentando obter o máximo retorno possível; Maria é paciente e só aplica onde sabe que não vai perder. Quando fazem planos juntos, eles traçam estratégias de acordo com o objetivo comum. Assim como João e Maria, a maioria dos investidores não tem um único perfil, mas escolhe suas aplicações levando em conta seu contexto de vida e sua meta naquele momento.

“Observamos que os investidores não possuem um só perfil durante todos os momentos da vida. Desenvolvemos uma análise 'contextual' com os nossos clientes, para identificar o melhor investimento para a circunstância em que ele está vivendo”, diz Roberto Lee, diretor de marketing e produtos da Wintrade. Home broker da corretora Alpes, a empresa realizou uma pesquisa para identificar os perfis e comportamentos dos brasileiros. Na opinião dos consultores, os mais conhecidos _moderado, agressivo e conservador_ são, na verdade, posturas que os investidores têm em determinados momentos. "Cada ocasião vai pedir uma postura", diz Mauro Calil, consultor financeiro do Centro de Estudos e Formação de Patrimônio Calil & Calil.

Uma modalidade para cada ocasião

Se um casal jovem pretende começar a planejar a aposentadoria, por exemplo, deve fazer aplicações mensais em ações blue chips (papéis com alta negociabilidade na Bolsa) e de empresas que sejam boas pagadoras de dividendos, segundo Calil. Assim, o potencial de ganho futuro é maior, pois essas ações têm altos índices de lucratividade e tendem a garantir lucro constante. Se o objetivo do mesmo casal é trocar de carro em seis meses, a modalidade ideal é a poupança, por não ter nenhum risco e rentabilidade garantida. Muitos anos depois, a mulher está viúva e quer preservar seus recursos. Neste caso, as sugestões são Tesouro Direto ou poupança, que trazem bom retorno, sem risco. “Vai depender do tamanho do patrimônio”, afirma.

O iG contou com a ajuda de consultores e investidores e definiu perfis que combinam com alguns contextos dos brasileiros. As modalidades mais freqüentes foram explicadas. Veja no infográfico abaixo quem é você quando o assunto é investir seu dinheiro.

Leia tudo sobre: Investidorrenda fixarenda variavelinfográfico

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG