Tamanho do texto

Na avaliação dos economistas da Serasa, a queda na emissão de cheques sem fundos indica uma melhora na qualidade do crédito

O volume de cheques sem fundos emitidos em agosto foi o menor desde fevereiro de 2005, apontou levantamento da empresa de análise de crédito Serasa Experian. No oitavo mês deste calendário, o nível de inadimplência correspondeu a 1,62%.

A instituição não acredita que o menor número de calotes com cheque seja reflexo de uma fraca utilização deste meio de pagamento.

De janeiro a agosto de 2010, a inadimplência com cheques foi de 1,82%, o menor percentual para este intervalo desde 2004.

O número de cheques compensados caiu 9,3% ,em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto o total de cheques devolvidos diminuiu muito mais, 26,5%, na mesma base de comparação.

Na avaliação dos economistas da Serasa, a trajetória de queda de emissão de cheques sem fundos indica uma melhora na qualidade de crédito.

A perspectiva é de que o indicador siga essa tendência, mas a entidade não afasta a possibilidade de pressões pontuais, como no Dia das Crianças e nas festas de fim de ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.