Publicidade
Publicidade - Super banner
Finanças Pessoais
enhanced by Google
 

Não indicou conta para receber restituição do IR?

Tire suas dúvidas sobre o que é preciso fazer para receber sua restituição do Imposto de Renda 2011

iG São Paulo |

A Receita Federal liberou, no último dia 7, a consulta ao primeiro lote de restituições do Imposto de Renda 2011 . Os recursos – que totalizam R$ 1,9 bilhão – serão depositados nesta quarta-feira, dia 15. Para receber, o contribuinte deve ter indicado, ao fazer sua declaração, uma conta corrente para depósito da restituição. Mas, o que fazer se você não indicou um banco ao fazer sua declaração?
 

Tire suas dúvidas sobre a restituição do IR:

- Entrei no primeiro lote de restituições, mas não indiquei nenhuma conta corrente para depósito do dinheiro quando fiz minha declaração. O que fazer?

- Informei uma conta corrente que não está em meu nome para receber a restituição. Posso ter algum problema com isso?

- Não informei uma conta corrente para receber a restituição, mas ainda não fui contemplado em nenhum lote. Ainda há tempo para incluir essa informação?

- Quero verificar se caí na malha fina. Como posso verificar?

- O que fazer caso exista alguma pendência ou inconsistência de dados?

 

- Entrei no primeiro lote de restituições, mas não indiquei nenhuma conta corrente para depósito do dinheiro quando fiz minha declaração. O que fazer?

Resposta: Quem não indicou uma conta corrente para depósito da restituição do Imposto de Renda deverá retirar seu dinheiro em uma agência do Banco do Brasil. Para sacar os recursos, é preciso levar algum documento com foto, como carteira de identidade, além do CPF e o recibo de entrega da declaração do IR. O contribuinte que se encontra nessa situação pode tirar suas dúvidas pelo telefone do Banco do Brasil. Quem não tem conta corrente no BB deve aguardar até o sistema de atendimento eletrônico oferecer a opção “Imposto de Renda”. O número é 4004-0001.

- Informei uma conta corrente que não está em meu nome para receber a restituição. Posso ter algum problema com isso?

Resposta: Antes de depositar o dinheiro, a Receita Federal faz uma checagem para verificar seu o titular da conta tem o mesmo CPF do contribuinte que irá receber a restituição. Caso haja alguma inconsistência, o dinheiro vai para o Banco do Brasil, devendo ser sacado diretamente pelo contribuinte.

- Não informei uma conta corrente para receber a restituição, mas ainda não fui contemplado em nenhum lote. Ainda há tempo para incluir essa informação?

- Resposta: O contribuinte que não informou seus dados bancários e que ainda não entrou em nenhum lote de restituição pode retificar sua declaração e acrescentar essas informações. Dessa forma, será possível receber a restituição na conta especificada.

- Quero verificar se caí na malha fina. Como posso verificar?

Resposta: Para saber se caiu na malha fina, o contribuinte precisa fazer uma consulta no site da Receita. Veja o passo-a-passo no site da Receita:

• Menu cidadão
• IRPF Extrato Restituição
• Extrato completo do processamento da declaração de IRPF
 * Para os casos em que o contribuinte já tem código de acesso gerado
- Acessar o extrato da declaração de IRPF
- Informar CPF, código de acesso e senha
 * Para os casos em que o contribuinte ainda não tenha o código de acesso gerado
 - Gerar código de acesso para pessoa física
 - Informar CPF e data de nascimento
 - Na próxima tela, será solicitado o n. do recibo de entrega das 02 últimas declarações ou o n. do título de eleitor
 - Com o código de acesso e senha cadastrada, seguir os passos do item anterior


- O que fazer caso exista alguma pendência ou inconsistência de dados?
Resposta:
Se houver um erro, o contribuinte pode corrigi-lo ao acessar a declaração. Não é preciso aguardar a convocação da Receita. Caso o contribuinte não concorde com a pendência apontada, ele deve agendar uma visita a um dos escritórios da Receita para comprovar ou retificar a informação.

 

As informações são da especialista em Imposto de Renda da consultoria MG Contécnica, Juliana Fernandes

Leia mais no especial Imposto de Renda.

Leia tudo sobre: IRimposto declaraçãorestituição

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG