Publicidade
Publicidade - Super banner
Finanças Pessoais
enhanced by Google
 

Nova agência do INSS reduz tempo no pau-de-arara no sertão

Ministério da Previdência vai abrir 720 novos postos para facilitar acesso de segurados em regiões mais remotas do País

Danilo Fariello, enviado especial a Tauá (CE) |

Danilo Fariello, enviado especial a Tauá (CE)
Fachada da agência do INSS em Tauá (CE)
Na primeira agência inaugurada pelo plano de expansão do INSS, o ar condicionado é um alento para aqueles que viajam horas de mototáxi ou no pau-de-arara em busca dos seus benefícios. Com as novas instalações, o governo quer reduzir a distância até os segurados. No coração do semi-árido cearense, a agência de Tauá atende a pessoas da cidade e das vizinhas Quiterianópolis, Arneiroz e Parambu, que antes tinham de viajar mais 137 quilômetros até a cidade de Crateús, onde já existia uma agência.

Aparecida de Souza é uma das beneficiadas com o projeto de expansão. Quando teve seu primeiro filho, no ano passado, saiu do distrito de São Jerônimo, em Quiterianópolis, para Crateús, numa viagem de cerca de 80 quilômetros, para pedir o salário maternidade. Em agosto, com seu segundo filho, esteve em Tauá para a mesma finalidade, numa viagem mais curta, de 50 quilômetros.

Mesmo com a distância menor, porém, ela ainda teve de fazer parte do trajeto na garupa de uma motocicleta, com sua criança, até o centro de Quiterianópolis, e outra parte do caminho num “carro de horário”, o famoso pau-de-arara, que faz o trecho até Tauá. Mesmo assim, ela ficou mais satisfeita, desta vez, poder conseguir retornar para casa até às 14 horas do mesmo dia.

Viagem para pedir informações

Na mesma agência, a dona Edith, ressabiada, não quis dar o sobrenome para a reportagem, mas mostrou nos dentes a felicidade de pedir a aposentadoria aos 55 anos na nova agência da Tauá. Da zona rural da cidade, ela conta que pagou R$ 10 pela passagem de ida-e-volta de sua casa para a agência, em “carro de horário”. Essa foi a sua segunda viagem para a finalidade, porque, na primeira, foi só pedir informações.

Danilo Fariello, enviado especial a Tauá (CE)
Segurados dentro da nova agência no sertão cearense
Na cidade com população de 56 mil pessoas, a agência nova da Previdência Social já fez, desde novembro, mais de dez mil atendimentos. Desses, 7.395 foram pedidos de orientações e informações. Em seguida, os mais procurados foram habilitação de benefícios, como o salário-maternidade, o que é facilmente percebido pelo número de mães e bebês dentro da agência.

A agência de Tauá foi a primeira das 720 que deverão ser instaladas pelo INSS, para levar o atendimento mais próximo às pessoas. Depois de Tauá, já foram inauguradas agências em Goiatuba (GO), Senador Canedo (GO), Colinas do Tocantins (TO), Tanabi (SP), Dois Córregos (SP), Martinópolis (SP), Santo Anastácio (SP), Águas Belas (PE), Caarapó (MS) e Itabaianinha (SE). Na sexta-feira, dia 27, serão abertas mais duas, em Pinhais e Paiçandu, no Paraná.

Trinta milhões de beneficiados

O plano do Ministério da Previdência é abrir mais de 50% das 720 agências previstas no plano de expansão ainda até o fim de 2010. O INSS investirá R$ 614 milhões nesse projeto. Até seu início, existiam apenas 1.127 agências. O ministério estima em 30,8 milhões o número de pessoas beneficiadas com a expansão da rede. O Estado mais beneficiado será São Paulo, com 100 das 720 agências. Em seguida, estão Bahia (95) e Pará (74).

Além do ar condicionado, que funciona muito bem no meio do sertão, as agências são equipadas de dispositivos de segurança, acesso facilitado a deficientes e sinalização interna. O terreno dos prédios, em geral, é doado pelos governos municipais. Foi assim em Tauá, onde a agência do INSS fica a cerca de 50 metros da prefeitura.

Leia tudo sobre: insssemiáridotauáaposentadoria

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG