Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fim do IPI reduzido faz varejo crescer 13,5%

Volta da cobrança do imposto levou vendas do setor em março à maior alta em 17 meses, diz Serasa Experian

Klinger Portella, iG São Paulo |

As vendas no varejo brasileiro registraram alta de 13,5% no mês de março, frente a igual período do ano passado, segundo dados divulgados nesta terça-feira pelo Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio. A alta foi impulsionada pelo fim do IPI reduzido para móveis e veículos.

AE
Lojas de carros puxaram alta do varejo em março
Foi a maior taxa de crescimento desde o mês de setembro de 2008. Na comparação com fevereiro deste ano, a alta foi de 2,9%.

As lojas de Veículos, Motos e Peças registraram o maior crescimento no mês, impulsionado pelo fim da isenção do imposto, que provocou uma corrida de consumidores às concessionárias. O crescimento frente a fevereiro foi de 8,3%.

O segmento de Material de Construção teve expansão de 4,1% na mesma base de comparação, o quinto mês seguido de alta. “Vale lembrar que este segmento varejista foi o mais atingido pelos efeitos da crise financeira internacional e que, portanto, ainda contará com o benefício do IPI reduzido até o final deste semestre”, informou a Serasa.

Frente a igual período do ano passado, as lojas de Veículos, Motos e Pacas tiveram crescimento de 31,4%. Móveis, Eletroeletrônicos e Informática (21%) e de Material de Construção (21,3%) completam a lista das maiores altas.

No acumulado do primeiro trimestre de 2010, a atividade do comércio registra crescimento de 11,3%, também puxada pelo segmento de Veículos, Motos e Peças (24,7%) e de Móveis, Eletroeletrônicos e Informática (20,3%). “Apenas o setor de Combustíveis e Lubrificantes ainda apresenta queda neste critério de comparação (- 1,6%)”, finalizou a Serasa.

Leia tudo sobre: varejovendasserasaIPI

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG