Tamanho do texto

O fim da redução do IPI para automóveis, linha branca e móveis foi um dos motivos influenciaram negativamente a disposição de compras dos consumidores paulistas no mês de abril. Segundo a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio), a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) caiu de 138 pontos em março para 131,1 neste mês.

O fim da redução do IPI para automóveis, linha branca e móveis foi um dos motivos influenciaram negativamente a disposição de compras dos consumidores paulistas no mês de abril. Segundo a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio), a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) caiu de 138 pontos em março para 131,1 neste mês. No entanto, de acordo com Guilherme Dietze, assessor econômico da Fecomércio, a queda de 4,38%, embora indique que o consumidor paulista considere o momento como menos propício para o consumo, não pode ser considerado um desastre. "Apesar dos sete itens que compõem o ICF terem registrado queda, nenhum deles marcou menos de 100 pontos em uma escala que varia de 0 a 200", afirma Dietze.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.