Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FIJ condena violência contra jornalistas na Venezuela

Bruxelas, 19 jan (EFE).- A Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) condenou hoje a violência sofrida pelos meios de comunicação na Venezuela, personificada no assassinato de dois jornalistas neste ano.

EFE |

"Janeiro foi um mês fatídico para a liberdade de expressão na Venezuela", afirmou em comunicado o diretor para a América Latina da IFJ, Gregorio Salazar.

"Dois jornalistas foram assassinados, outro sobreviveu a uma tentativa de assassinato e se cometeram uma série de ataques criminosos e sérias violações contra a liberdade de imprensa, incluindo a decisão da Assembleia Nacional de negar o acesso ao plenário", acrescentou Salazar.

A FIJ denunciou o assassinato de Oriol Sambrano, editor do semanário político "ABC", vice-presidente da estação regional "Rádio América 890AM" e colunista do diário regional "Notitarde".

Além disso, Rafael Finol, um jornalista do jornal "El Regional" foi ferido na cabeça, após receber um tiro na semana passada na entrada da sede do jornal. EFE rcf/ma

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG