Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fifa ainda não foi atingida pela crise econômica mundial

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) ainda não foi afetada pela crise econômica mundial, declarou seu presidente, Joseph Blatter, neste domingo em Tóquio.

AFP |

"Temos a chance de nossa situação financeira ainda ser, pelo menos por enquanto, muito confortável", disse Blatter, acrescentando que a Fifa tem vários milhões de dólares de reserva. "Podemos olhar para frente com otimismo, mas não com um otimismo exagerado", acrescentou.

A grande parte das rendas da Fifa vem da organização da Copa do Mundo a cada quatro anos. Assim, a Fifa já se preparou para as duas próximas Copas do Mundo (2010 e 2014), com 650 milhões de dólares, em caso de adiamento ou eventual mudança do país sede.

No que se refere ao orçamento da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, a Fifa afirmou já ter garantido 95%.

Blatter falou em seguida na situação aparentemente mais difícil dos clubes, e o impacto maior que a crise tem sobre eles.

"Estamos envolvidos no impacto da crise sobre os clubes", reconheceu. "Algumas ligas perderam seus patrocinadores, e depois seus direitos de TV. Devemos nos mostrar solidários nestes tempos problemáticos. Sir Alex Ferguson disse recentemente que o Manchester United havia sido afetado pela crise, e Karl Heinz Rummenigge explicou que o Bayern de Munique não teria condições de comprar jogadores nesta temporada", contou.

"Independentemente do que aconteça, eu disse aos membros do comitê executivo da Fifa que devemos ser solidários neste período de crise e ajudar os que mais precisarem", declarou.

mp-sps/lm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG