Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fiesp: segmento de açúcar e álcool fechou 3.650 vagas em julho

São Paulo, 14 - O segmento produtor de açúcar e álcool destoou da maioria e eliminou 3.650 vagas em julho.

Agência Estado |

A informação é da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que anunciou hoje que o saldo de postos de trabalho de todo o setor da indústria de transformação do Estado foi positivo em 5 mil vagas no mês passado, após o conjunto restante de segmentos pesquisados (com exceção do relacionado a açúcar e álcool) gerar 8.650 vagas.

O setor teve grande participação no primeiro semestre e foi considerado pela Fiesp o principal responsável pelo bom comportamento do emprego na indústria paulista no período. Na ocasião, em sintonia com a expansão da indústria sucroalcooleira, o setor criou 104.002 vagas, ou 74% de toda a geração da indústria de transformação paulista do período, de 141 mil novos postos de trabalho.

Por conta da sazonalidade, a tendência aguardada para o segmento pela Fiesp no segundo semestre já era de diminuição de vagas em relação aos seis meses iniciais do ano - período marcado pelo pico de contratações da indústria sucroalcooleira. Entre janeiro e julho de 2008, porém, o saldo ainda é positivo: o segmento criou sozinho 99.163 postos de trabalho, que, somados ao número dos demais setores, de 46.837 vagas, levou a indústria a um saldo de 146 mil postos no acumulado do ano.

Para o diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Francini, além da tradição de saldo menor de emprego do segmento no segundo semestre, as aquisições de máquinas cada vez mais avançadas para a produção de açúcar e álcool também influenciam nas demissões. "A junção do final do plantio e da mecanização da colheita gera essa redução nas vagas", justificou, em entrevista coletiva à imprensa.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG