Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fiesp: robustez da balança está com os dias contados

A robustez do superávit da balança comercial brasileira está com os dias contados e o saldo deve convergir para próximo de US$ 5 bilhões a US$ 10 bilhões já em 2009. A avaliação é do economista-chefe da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), André Rebelo, que proferiu palestra no 1º Congresso Paulista de Economia, realizado pelo Conselho Regional de Economia (Corecon), em São Paulo.

Agência Estado |

De acordo com ele, o superávit comercial este ano deve ficar ao redor de US$ 23 bilhões. Já para 2009, a Fiesp prefere não fazer estimativas, alegando que o cenário externo está muito incerto. "Se o saldo for positivo em US$ 5 bilhões ou US$ 10 bilhões para mim é zero", declarou, comparando aos saldos comerciais de 2005 a 2007, que foram superiores a US$ 40 bilhões. O economista atribuiu o definhamento da balança comercial à cotação do dólar, atualmente próxima de US$ 1,60, nos níveis mais baixos desde 1999.

Inflação

Sobre a inflação, Rebelo ressaltou que o Brasil historicamente tem dificuldades em lidar com a alta dos preços e salientou que o governo já optou por medidas no passado que "não levaram a nada".

"O pior é que as medidas (contra a inflação) vêm ganhando força na América Latina, como a taxação na Argentina e o congelamento de preços no México. Aqui (no Brasil) parece que a estratégia é diferente", comparou, destacando como acertada a iniciativa de lançar o Plano Agrícola e Pecuário 2008/09, lançado ontem pelo governo Federal, para elevar a oferta de alimentos, cujos preços estão disparando em todo o mundo. "Pode até não resolver a situação, mas decisão está na direção correta", avaliou.

Leia mais sobre balança comercial

Leia tudo sobre: balança comercial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG