A fabricante de automóveis Fiat informou aos sindicatos italianos esta semana que vai fechar quatro das cinco fábricas na Itália durante uma semana por mês entre setembro e novembro, em razão da queda na venda de carros. Um porta-voz da companhia disse que a medida é a mais drástica tomada pelo grupo desde 2004, quando Sergio Marchionne assumiu como presidente-executivo em um momento em que a Fiat estava perto da falência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.