Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fiat fecha acordo para manter 40 mil vagas até o dia 10

A melhoria das vendas da indústria automotiva em janeiro foi a principal justificativa para o acordo firmado nesta terça-feira entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Betim, Igarapé e São Joaquim de Bicas, na região metropolitana de Belo Horizonte, a Fiat e 14 empresas fornecedoras de autopeças da região. O compromisso firmado é a manutenção de 40 mil empregos destas empresas até 10 de março.

Agência Estado |

 

No entanto, o presidente do sindicato, Marcelino da Rocha, destacou que a expectativa dos trabalhadores é de que o governo prorrogue a redução das alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente sobre a venda de automóveis. "Esperamos que a redução seja renovada por mais três meses com a contrapartida de manutenção dos níveis de emprego", afirmou. O sindicato espera ainda que o acordo possa ser estendido para as outras 400 empresas que compõem a base da entidade.

De acordo com os últimos dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), as vendas de veículos no mercado nacional somaram 197,5 mil unidades em janeiro deste ano, crescimento de 1,5% em relação a dezembro. Na comparação com igual período de 2008, as vendas caíram 8,1%.

Em janeiro, o sindicato de Betim contabilizou 1.576 homologações de funcionários com mais de um ano de casa no polo automotivo do setor, o que representou um aumento de 1.247% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram homologadas 117 demissões.

No período de vigência do compromisso, tanto o Sindicato quanto as empresas pretendem avaliar o desempenho do mercado e verificar se a retomada das vendas na indústria automotiva registrada em janeiro e na primeira semana de fevereiro será mantida. Até o término do acordo, caso houver demissão as empresas signatárias terão que pagar o salário do trabalhador até o dia 10 de março e mais o aviso prévio. "Esse acordo é um voto de confiança de que as perspectivas de mercado ainda podem melhorar as vendas", disse o porta-voz das empresas, Adauto Duarte.

O sindicato e os representantes da montadora e fornecedores já haviam se reunido no dia 22 de janeiro, quando foi firmado o compromisso de suspender as demissões até meados deste mês.

Leia mais sobre: Acordos trabalhistas

Leia tudo sobre: empregofiat

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG