O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) disse ontem que a crise atual é grave e a comparou com a de 1929. Pode ser que eu esteja exagerando, mas para a minha experiência - que já não é tão pequena -, eu nunca vi lá fora uma coisa desse porte, afirmou o ex-presidente, em entrevista ao Programa do Jô, na TV Globo.

Ele advertiu que é preciso controlar os gastos do governo e também ter mais atenção com o crescimento de importações, sobretudo no momento de queda no preço das matérias-primas (commodities). Mas reconheceu que, desta vez, o Brasil está mais bem preparado. "Nós estamos melhores agora porque a economia foi ajeitada e temos uma boa reserva, de US$ 200 bilhões", admitiu. "Mas não dá para pensar que não vai ter efeito", alfinetou. "Já está tendo."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.