Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FGV: recuo de alimentos deve compensar alta de tarifas no IPC-S

Rio, 11 - O bom comportamento nos preços dos alimentos levou à inflação menor medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) em São Paulo (de 0,72% para 0,51%), segundo o economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV), André Braz. Ainda segundo o economista, tanto os itens in natura como de outros tipos, como as carnes, por exemplo, apresentaram quedas e desacelerações de preços, na capital paulista, entre a última quadrissemana de julho e a primeira quadrissemana deste mês.

Agência Estado |

 

Entre os destaques de movimentações de preços em São Paulo, estão os de hortaliças e legumes (de -1,02% para -3,05%); laticínios; panificados e biscoitos (de 0,87% para 0,74%); e carnes bovinas (de 3,33% para 0,83%). Braz comentou que os preços das frutas estão subindo de forma mais intensa (de 0,66% para 1,62%). Mas as quedas e desacelerações de preços em outros itens foram tão fortes que acabaram por compensar o cenário de frutas mais caras.

O economista da FGV observou ainda que os preços dos laticínios, que deveriam estar em alta nessa época do ano (um período seco, sem chuvas, que influencia o pasto e alimentação do gado), apresentaram inflação mais fraca (de 1,69% para 0,46%), em São Paulo. "O leite tipo longa vida também está subindo menos (de 1,97% para 0,26%)", acrescentou.

Para Braz, é possível que o cenário de desaceleração do IPC-S continue nas sete capitais, e não somente em São Paulo, até o fim de agosto. Isso porque a inflação menos intensa nos preços dos alimentos é uma movimentação que está ocorrendo em todas as cidades pesquisadas pela FGV para cálculo do IPC-S. "Creio que esse comportamento nos preços dos alimentos deve compensar o impacto do reajuste de tarifas na inflação de agosto", afirmou o economista, lembrando que esse mês, o IPC-S contabilizará em seu cálculo o impacto dos aumentos nas tarifas de telefonia fixa, normalmente realizados nessa época do ano.

Leia mais sobre inflação

Leia tudo sobre: inflação

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG